Fique com o resumo de tudo o que se passou numa das tardes mais negras do futebol português.








O Sporting e o futebol português viveram esta terça-feira um dos dias mais difíceis da sua história. Um grupo de cerca de 50 adeptos encapuzados entrou na Academia de Alcochete e agrediu equipa técnica, jogadores e elementos do staff leonino.



Viveram-se momentos de terror e o caos está neste momento instalado no emblema de Alvalade. De acordo com informações recolhidas pelo Maisfutebol, Jorge Jesus foi o primeiro a ser agredido. O grupo de adeptos invadiu o centro de treinos antes do início da sessão de treinos e agrediu o técnico do Sporting com um murro e uma cabeçada, enquanto ainda estava sozinho.


Os jogadores, parte deles, ainda se encontravam no ginásio, de onde depois iriam sair para dar início ao treino de preparação ao jogo com o Aves para a Taça de Portugal. Depois, alguns elementos do staff tentaram impedir que o grupo de adeptos entrasse no balneário, sem sucesso. Os agressores acabaram por entrar e confrontar o grupo.



Ainda de acordo com o adiantado pela mesma fonte, Bas Dost foi o primeiro a ser agredido. Ainda no corredor, o avançado holandês foi atingido na cabeça e teve de levar seis pontos. Depois, já no balneário, Montero, Misic, Acuña ou William Carvalho também foram agredidos pelo grupo de adeptos encapuzados. Além dos jogadores, o preparador físico Mário Monteiro foi um dos que ficou em pior estado.




De resto, o plantel já não treinou, mas permaneceu em Alcochete, face ao clima de terror que havia vivido. Depois, jogadores e equipa técnica passaram a noite na GNR do Montijo, onde apresentaram queixa depois de tudo o que aconteceu.



nm